• catequese-2021-2022
  • banner-agosto-2020
  • sulcos-paz-esperanca
  • sulcos
  • advento2020advento-2020
  • missao
  • banner plano pastoral 2019
  • catequese-em-casa
  • banner-taize-2019
  • slider-0001
  • evangelho
  • evangelli-gaudium

Mensagem do Papa para o Dia mundial da Paz

JÁ NÃO ESCRAVOS, MAS IRMÃOS

1. No início dum novo ano, que acolhemos como uma graça e um dom de Deus para a humanidade, desejo dirigir, a cada homem e mulher, bem como a todos os povos e nações do mundo, aos chefes de Estado e de Governo e aos responsáveis das várias religiões, os meus ardentes votos de paz, que acompanho com a minha oração a fim de que cessem as guerras, os conflitos e os inúmeros sofrimentos provocados quer pela mão do homem quer por velhas e novas epidemias e pelos efeitos devastadores das calamidades naturais. Rezo de modo particular para que, respondendo à nossa vocação comum de colaborar com Deus e com todas as pessoas de boa vontade para a promoção da concórdia e da paz no mundo, saibamos resistir à tentação de nos comportarmos de forma não digna da nossa humanidade.

VOTOS DE UM SANTO E FELIZ NATAL

repleto  de Esperança, Alegria e Fraternidade

Que teus olhos, Menino, ensinem largueza
e altura aos meus olhos

Que teus olhos curem os meus
da fadiga e dos seus filtros

Que teus olhos desimpeçam a visão
fragmentária, parcial e indecisa

Que teus olhos devolvam aos meus olhos
o vento azul da viagem e a sua alegria
Devolvam o real como anel aberto
em vez dos círculos obsidiantes e fechados
Devolvam o aberto como imagem
e programa

Que teus olhos, Menino, ensinem aos meus
o seu natal

José Tolentino Mendonça

NATAL 2014

Mensagem de D. António José da Rocha Couto, Bispo de Lamego

NÓS OS DOIS
Desde que sei
Que sou como um fiozinho de erva
Que de manhã reverdece e à tarde seca,
Que aprendi a suportar o peso
Do milagre.
Hoje tudo é mais claro
Tudo é mais nítido.
Mas no tempo em que os pinheiros
Eram altos
E os meus olhos de um verde cristalino,
No tempo em que o tempo
Era incandescente
E fazia carrancas ao destino,
Aí, oh meu país inocente
E pequenino,
Era eu que era mais divino
Ou era Deus que era mais menino?

Festa de Natal da Catequese. A "Família Paroquial" marcou presença.

  

Embora ainda em pleno tempo de Advento, no dia 14 de Dezembro, jovens, crianças com os seus pais e catequistas celebraram a Festa de Natal da Catequese.
Na celebração da Eucaristia da “Família Paroquial”, cada criança da catequese recebeu uma lembrança natalícia oferecida pala Paróquia, lembrando neste Ano da Família que “ com Jesus somos a Família de Deus”.

De tarde, no auditório do Centro Paroquial, mais de 300 paroquianos, em ambiente festivo e familiar, assistiram durante quase três horas a várias encenações e cantares dos vários grupos da Catequese. Coube ao Grupo de Jovens a abertura do sarau, com uma conseguida e divertida animação cénica de uma canção de Natal que é, neste momento, a marca sonora de uma estação radiofónica.

  • O Sr. D. António José da Rocha Couto

    Exclusão e desigualdade social

    "Assim como o mandamento «não matar» põe um limite claro para assegurar o valor da vida humana, assim também hoje devemos dizer «não a uma economia da exclusão e da desigualdade social». Esta economia mata. Não é possível que a morte por enregelamento dum idoso sem abrigo não seja notícia, enquanto o é a descida de dois pontos na Bolsa. Isto é exclusão. Não se pode tolerar mais o facto de se lançar comida no lixo, quando há pessoas que passam fome. Isto é desigualdade social. Hoje, tudo entra no jogo da competitividade e da lei do mais forte, onde o poderoso engole o mais fraco "   Papa Francisco

  • O Papa que veio do Fim do Mundo

    O Papa que veio do Fim do Mundo

    Em ano da fé o conclave escolheu para papa um cardeal da América do Sul: os Cardeais foram quase ao fim do mundo buscá-lo! Sinal de vitalidade da igreja católica neste continente?
    Vivemos o dia de ontem em grande expectativa: será hoje que habemus papam? Estará o conclave dividido? Será italiano? Será americano? Será negro? Será franciscano? Quem será?
    Penso que poderemos dizer, atendendo à celeridade com que foi escolhido (quinta votação) que os cardeais deram uma mensagem de unidade a todo o mundo.

Diocese de Lamego

Agência Eclesia