• catequese-2021-2022
  • banner-agosto-2020
  • sulcos-paz-esperanca
  • sulcos
  • advento2020advento-2020
  • missao
  • banner plano pastoral 2019
  • catequese-em-casa
  • banner-taize-2019
  • slider-0001
  • evangelho
  • evangelli-gaudium

Pentecostes

O Pentecostes era para os judeus uma festa de grande alegria, pois era a festa das colheitas. Ação de graças pela colheita do trigo. Vinha gente de toda a parte: judeus saudosos que voltavam a Jerusalém, trazendo também pagãos amigos e prosélitos. Eram oferecidas as primícias das colheitas no templo. Era também chamada festa das sete semanas por ser celebrada sete semanas depois da festa da páscoa, no quinquagésimo dia. Daí o nome Pentecostes, que significa "quinquagésimo dia".

Festa da Confirmação

 

Quarenta jovens e alguns adultos receberam, no dia 1 de Junho, o Sacramento da Confirmação pela imposição das mãos do nosso Bispo, D. António Couto. O auditório do Centro Paroquial tornou-se Cenáculo onde pais, padrinhos e muitos jovens da Paróquia se congregaram para participarem nesta Celebração festiva da Confirmação dos adolescentes que terminam este ano o 10º da catequese paroquial.

O nosso Bispo deixou aos crismados uma mensagem de esperança e de compromisso, lembrando-lhes que, como confirmados, deverão tornar-se jovens evangelizadores, indo alegremente, pela ação do Espirito Santo, ao encontro dos outros jovens e levar-lhes a Boa Nova de Jesus.

Mensagem Pascal dos Párocos

Caros Paroquianos

A Páscoa é passagem para a vida plena, passagem para nós cristãos, que acreditam e vivem a Ressurreição de Jesus, das trevas à luz, do desânimo à esperança, do individualismo à comunidade. Pela sua entrega na cruz e pela sua ressurreição, Cristo venceu as forças do mal e da mentira, do pecado e da morte e promete aos seus discípulos a vitória do amor e da alegria. É esta a mensagem pascal que ecoa, como Boa Nova, por toda a parte, desde aquele Primeiro Dia da Semana.
Como estamos ainda necessitados desta Boa Nova!

As trevas que caíram sobre a terra, na Paixão do Senhor, ainda não se dissiparam. Continuam a escurecer o horizonte de muitos nossos irmãos.

Tríduo Pascal

O espírito quaresmal  encaminha- nos para a Semana Santa, que precede a Páscoa.

Na segunda, terça e quarta-feira da Semana Santa, a Igreja prepara-se para o Tríduo Pascal, contemplando o Servo sofredor. Nesse período, aparecem como figuras eloquentes, Maria, a Mãe de Jesus, Maria Madalena, que perfuma o corpo do Senhor, Pedro e Judas.

Na liturgia romana, o Tríduo Pascal é ponto culminante: "não se trata de um tríduo preparatório para a festa da Páscoa, mas são três dias de Cristo crucificado, morto e ressuscitado. Tem início na celebração da Ceia do Senhor, na Quinta-feira Santa, na missa vespertina, terminando com o domingo de Páscoa". São dias dedicados a celebrações e orações especiais.

APOCALIPSE, EUROPA E ESPERANÇA

Curso Bíblico sobre o livro do Apocalipse orientado pelo sr. Bispo de Lamego, D. António Couto

1. Introdução

Cruzam-se na Exortação Apostólica pós-sinodal Ecclesia in Europa, de 28 de Junho de 2003 [1], as temáticas da Europa e da esperança, articulação que hoje se compreende cada vez mais e melhor como necessária e urgente, dada a crescente onda de descrença que, nas últimas décadas, varre a Europa de forma imparável, transformando o espaço europeu num amontoado de velhas tábuas mais ou menos à deriva, sem rumo, sem destino e sem sentido.

  • O Sr. D. António José da Rocha Couto

    Exclusão e desigualdade social

    "Assim como o mandamento «não matar» põe um limite claro para assegurar o valor da vida humana, assim também hoje devemos dizer «não a uma economia da exclusão e da desigualdade social». Esta economia mata. Não é possível que a morte por enregelamento dum idoso sem abrigo não seja notícia, enquanto o é a descida de dois pontos na Bolsa. Isto é exclusão. Não se pode tolerar mais o facto de se lançar comida no lixo, quando há pessoas que passam fome. Isto é desigualdade social. Hoje, tudo entra no jogo da competitividade e da lei do mais forte, onde o poderoso engole o mais fraco "   Papa Francisco

  • O Papa que veio do Fim do Mundo

    O Papa que veio do Fim do Mundo

    Em ano da fé o conclave escolheu para papa um cardeal da América do Sul: os Cardeais foram quase ao fim do mundo buscá-lo! Sinal de vitalidade da igreja católica neste continente?
    Vivemos o dia de ontem em grande expectativa: será hoje que habemus papam? Estará o conclave dividido? Será italiano? Será americano? Será negro? Será franciscano? Quem será?
    Penso que poderemos dizer, atendendo à celeridade com que foi escolhido (quinta votação) que os cardeais deram uma mensagem de unidade a todo o mundo.

Diocese de Lamego

Agência Eclesia