• banner plano pastoral 2019
  • advento
  • BANNER-ADVENTO-2018
  • catequese-2019-inicioinicio-catequese-2019-2020
  • taize-2019-hospitalidade
  • banner-taize-2019
  • mes-de-maria-2016
  • almacave-2019
  • banne-plano-pastoral-19
  • slider-0001
  • evangelho
  • evangelli-gaudium

Almacave Jovem - Ao encontro dos outros

Foi com este lema no coração que, ao longo das últimas semanas, saímos dos nossos sofás e percorremos as ruas da nossa paróquia. Passando pelos lares de idosos e centros de dia, pelo hospital, pelas casas dos doentes e, no passado dia 12 de Janeiro, acompanhando o Senhor Bispo, também fomos até ao Estabelecimento Prisional de Lamego. Esta visita estava prevista para o final do mês de Dezembro mas, infelizmente, devido à greve dos guardas prisionais, teve de ser adiada.

Sempre na tónica do espírito natalício pudemos cantar, abraçar, rezar e ouvir… ouvir muito. Num tempo em que tudo passa a correr, fez-nos bem parar e, sem pressas, visitar estas pessoas. Do doente acamado em casa até ao irmão recluso: tantas histórias de vida, tanta sabedoria partilhada, tanta solidão sofrida, tanta bondade semeada.

No final de cada encontro quisemos entregar a todos uma dezena realizada pelos nossos jovens do grupo sócio-caritativo. Era apenas um “miminho” mas percebemos que, este pequeno gesto, deixava as pessoas com um brilho nos olhos.

Agradecemos a hospitalidade de quantos nos receberam e a colaboração de todos aqueles que nos acompanharam nesta bela missão. Que o Menino Jesus a todos abençoe.

Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial da Paz

dia-mundial-paz-2019

"A boa política está ao serviço da paz" é o tema da mensagem do Santo Padre para o 52° Dia Mundial da Paz a ser celebrado em 1° de janeiro de 2019.

A boa política está ao serviço da paz

1. «A paz esteja nesta casa!»

Jesus, ao enviar em missão os seus discípulos, disse-lhes: «Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: “A paz esteja nesta casa!” E, se lá houver um homem de paz, sobre ele repousará a vossa paz; se não, voltará para vós» (Lc 10, 5-6).

Oferecer a paz está no coração da missão dos discípulos de Cristo. E esta oferta é feita a todos os homens e mulheres que, no meio dos dramas e violências da história humana, esperam na paz.[1] A «casa», de que fala Jesus, é cada família, cada comunidade, cada país, cada continente, na sua singularidade e história; antes de mais nada, é cada pessoa, sem distinção nem discriminação alguma. E é também a nossa «casa comum»: o planeta onde Deus nos colocou a morar e do qual somos chamados a cuidar com solicitude.

A origem do Advento

O termo Advento deriva da palavra “vinda”, em latim “adventus”. O vocábulo pode traduzir-se por “presença”, “chegada”, “vinda”. Na linguagem do mundo antigo era um termo técnico utilizado para indicar a chegada de um funcionário, a visita do rei ou do imperador a uma província. Mas podia indicar também a vinda da divindade, que desce do seu escondimento para manifestar-se com poder, ou que é celebrada presente no culto.

Os cristãos adotaram a palavra Advento para exprimir a sua relação com Cristo: Jesus é o Rei, entrado nesta pobre “província” denominada de “Terra” para todos visitar; na festa do seu advento faz participar todos os que crêem nele. Com a palavra “adventus” queria-se substancialmente dizer: Deus está aqui, não se retirou do mundo, não nos deixou sós. Mesmo que não o possamos ver e tocar como acontece com as realidades sensíveis, Ele está aqui e vem visitar-nos de múltiplos modos.

MENSAGEM DO SANTO PADRE FRANCISCO PARA O II DIA MUNDIAL DOS POBRES

XXXIII DOMINGO DO TEMPO COMUM
(18 DE NOVEMBRO DE 2018)

«Este pobre clama e o Senhor o escuta»

1. «Este pobre clama e o Senhor o escuta» (Sal 34, 7). Façamos também nossas estas palavras do Salmista, quando nos vemos confrontados com as mais variadas condições de sofrimento e marginalização em que vivem tantos irmãos e irmãs, que nos habituamos a designar com o termo genérico de «pobres». O autor de tais palavras não é alheio a esta condição; antes pelo contrário, experimenta diretamente a pobreza e, todavia, transforma-a num cântico de louvor e agradecimento ao Senhor. Hoje, este Salmo permite-nos também a nós, rodeados por tantas formas de pobreza, compreender quem são os verdadeiros pobres para os quais somos chamados a dirigir o olhar a fim de escutar o seu clamor e reconhecer as suas necessidades.

Apresentação do Plano Pastoral Paroquial de Almacave

"CHAMADOS E ENVIADOS"

No dia 4 de novembro, a Paróquia de Almacave deu início ao novo ano pastoral 2018- 2019, com a apresentação do seu Plano Pastoral a toda a Comunidade.

De tarde, no Centro Paroquial, os Párocos, Padres José Guedes. José Abrunhosa e Luís Rafael Azevedo, definiram e explicaram a matriz deste plano que se fundamenta no Plano Diocesano e nas reflexões havidas no Conselho Pastoral Paroquial. Este novo plano reflete, mais uma vez, o compromisso missionário que tem marcado as atividades pastorais na diocese e na Paróquia, nestes últimos anos. O Plano Pastoral foi distribuído a todos os que participaram na sua apresentação e na Eucaristia de Acão de Graças, celebrada às 17:00h na igreja Matriz.

O lema “ Chamados e Enviados” marcará o ritmo da nossa caminhada pastoral, ao longo deste ano, orientando a especificidade do nosso agir comunitário assente na evangelização e o modo de ser Igreja na Paróquia de Almacave.

Festa do Acolhimento - Crianças do 1º Ano da Catequese

A nossa Paróquia de Almacave celebrou no dia 28 de Outubro, na Eucaristia das 10:00, a Festa do Acolhimento a 50 crianças que iniciaram este ano o seu itinerário catequético. O nosso obrigado aos pais que participaram em grande número também neste acontecimento tão marcante para os seus filhos, aos seus familiares e aos catequistas que, a partir do início de Outubro, se têm entregue generosamente ao acompanhamento destas crianças no despertar e no crescimento da Fé que os seus pais, no dia do Batismo, se comprometeram também a fazê-lo.

Cada criança recebeu uma concha, símbolo do batismo, que assinalava a data desta Festa e um pequeno livro alusivo à celebração A Eucaristia foi animada liturgicamente, como acontece todos os domingos, pelo grupo de pais e crianças que fazem parte do grupo coral que tem dado às celebrações dominicais destinadas às crianças de catequese uma vivência mais participativa e festiva.

  • O Sr. D. António José da Rocha Couto

    Exclusão e desigualdade social

    "Assim como o mandamento «não matar» põe um limite claro para assegurar o valor da vida humana, assim também hoje devemos dizer «não a uma economia da exclusão e da desigualdade social». Esta economia mata. Não é possível que a morte por enregelamento dum idoso sem abrigo não seja notícia, enquanto o é a descida de dois pontos na Bolsa. Isto é exclusão. Não se pode tolerar mais o facto de se lançar comida no lixo, quando há pessoas que passam fome. Isto é desigualdade social. Hoje, tudo entra no jogo da competitividade e da lei do mais forte, onde o poderoso engole o mais fraco "   Papa Francisco

  • O Papa que veio do Fim do Mundo

    O Papa que veio do Fim do Mundo

    Em ano da fé o conclave escolheu para papa um cardeal da América do Sul: os Cardeais foram quase ao fim do mundo buscá-lo! Sinal de vitalidade da igreja católica neste continente?
    Vivemos o dia de ontem em grande expectativa: será hoje que habemus papam? Estará o conclave dividido? Será italiano? Será americano? Será negro? Será franciscano? Quem será?
    Penso que poderemos dizer, atendendo à celeridade com que foi escolhido (quinta votação) que os cardeais deram uma mensagem de unidade a todo o mundo.

Diocese de Lamego

Agência Eclesia