Tríduo Pascal

O Tríduo Pascal tem início com a celebração da última ceia do Senhor, nas horas vespertinas da quinta-feira e termina com a celebração do domingo da ressurreição.

A Páscoa da Ceia: é a memória da última ceia de Jesus. Esta celebração de abertura do Tríduo, reúne no Lava-pés e no Sacramento do Pão e do Vinho, antecipadamente, todo o Mistério que vai se desdobrar no sagrado Tríduo do Salvador, crucificado, sepultado e ressuscitado.

A Páscoa da Cruz: neste dia, em que Cristo, nosso Cordeiro Pascal, foi imolado, a Igreja, com a contemplação amorosa da Sua paixão e a adoração da cruz, comemora seu próprio nascimento do lado de Cristo que repousa na cruz, e se une a Ele em oração para interceder pelo mundo.

A Páscoa da Sepultura: o Sábado Santo é dia do grande silêncio junto à sepultura do Senhor, como as mulheres que O acompanharam em Sua paixão e assistiram ao Seu sepultamento. Passemos esse dia em retiro e expectativa, com atenção amorosa à Palavra de Deus.

A Páscoa da Ressurreição: a noite de sábado é consagrada em honra do Senhor e a vigília que nela se celebra, comemorando a noite santa em que o Senhor ressuscitou, deve ser considerada a “mãe de todas as santas vigílias”. Nesta vigília, a Igreja permanece à espera da ressurreição do Senhor e a celebra com os sacramentos da iniciação cristã.

Diocese de Lamego

Agência Eclesia